Simulação dos 10 Melhores Emprestimos Pessoais Online

Créditos com a Menor Taxas de Juros do Brasil

Conheça os 10 Melhores Empréstimos Rurais e Como Funcionam

O empréstimo rural é a maneira que você como produtor rural tem de alavancar seu empreendimento. No intuito de fazer a sua produção agrária ou pecuária despontar, por meio de investimentos de instalações, equipamentos, ou com recursos para acelerar o andamento de sua produção, saiba que os bancos contam com linhas de crédito diferenciadas. Essa diversidade de produtos é feita para que alguma delas se enquadre em seu perfil, no que você precisa e nas suas possibilidades, oferecendo taxas de juros e formas de pagamento convenientes.

Crédito Rural: Como Funciona

O funcionamento é o seguinte: basicamente, o empréstimo é solicitado e o banco avalia a capacidade de pagamento do cliente, analisando uma determinada taxa de juros e o valor limite a emprestar. É como toda solução financeira, pois exige um vínculo entre o banco e o cliente, para estabelecer mais confiança e dar assim um empréstimo com mais benefícios. Há algumas ressalvas, como o caso dos microempreendedores, que em geral contam com mais facilidades na hora de fazer empréstimos.

Também há a alternativa de pedir o empréstimo em uma cooperativa, onde os associados contam com outras vantagens, uma vez que o objetivo principal não será o lucro através de taxas, como acontece com os bancos. O Sicredi, por exemplo, é uma rede de cooperativas que oferece boas soluções em matéria de empréstimos rurais.

O Que É o Crédito Rural?

O crédito rural é uma conjunto de linhas especiais para quem trabalha no setor agropecuário. Seja qual for a atividade desenvolvida, os bancos têm linhas diferentes para o cliente poder encontrar o que precisa. Os tipos de empréstimo que o podem ser solicitados são de diferente natureza, a depender das necessidades da produção. O produto é desenvolvido pelos bancos sempre com o intuito de o produtor ter sua produção aumentada, seja diretamente com financiamento para mercadorias, ou indiretamente em investimentos fixos.

Existem bancos que desempenham um papel fundamental na oferta de empréstimos para o mundo rural. E muitos deles, em parceria com o BNDES, e com programas do governo que incentivam a produção, com custos menores. Também tem cooperativas de crédito úteis para todo tipo de produtor, de acordo com o seu porte. Algumas põem o foco no pequeno produtor, com produtos especiais para estabelecimentos com um teto baixo de volume de produção.

Qual É a Finalidade do Crédito Rural?

A finalidade do crédito rural será bem variada e dependerá do que cada produtor requerer para sua atividade. Mas em termos gerais, os bancos e cooperativas, têm como finalidade dar ao produtor rural, de qualquer porte, a possibilidade de financiar as despesas, para que todos os estabelecimentos cresçam e se tornem competitivos, com as maiores facilidades. Para isso, contam com recursos provenientes de fontes variadas: próprias ou de programas do governo. As condições procuram ser as melhores para cada tipo de produtor, por isso há linhas especializadas para produtores de pequeno, médio e grande porte.

Considerando as Vantagens e Desvantagens do Crédito

Para saber se devemos ou não tomar o empréstimo rural, se chegou a hora de contratar um determinado produto, é preciso analisar quais são seus pontos positivos e os pontos fracos. Para saber mais sobre a conveniência ou não de um empréstimo, os bancos contam com equipes de consultores, que se especializam em acompanhar e assessorar o produtor, indicando-lhe o tipo de crédito a contratar, com qual prazo e por qual montante. Sobre as vantagens, os juros baixos das linhas de crédito dos programas do governo, é a mais notável. 

O crédito rural será sempre vantajoso quando permite a compra de máquinas e de equipamentos que ajudam na produção. Também na medida em que for utilizado de forma consciente e com uma perspectiva de retorno segura. Por isso, a desvantagem do crédito rural acontece quando não há um projeto definido do que se quer, dos tempos de finalização e de quanto quer se obter.

Que Tipos de Crédito Rural Há?

O empréstimo rural pode ser, em traços gerais, de três tipos: custeio de produção, comercialização dessa produção e investimentos. O custeio pode ser dividido, por sua vez, em custeio agrícola e custeio pecuário, e implicam tudo o que pode ser usado como recurso em ambas as produções. Já os investimentos, podem ser referir ao conjunto de recursos que são utilizados para dar seus frutos a mais longo prazo. Dentro desses grandes grupos, podem ser inúmeras as finalidades. Veja abaixo algumas das mais comuns:

  • Instalações e infraestrutura (construções, armazéns, etc)

  • Compra de equipamentos e máquinas

  • Criação de gado 

  • Lavouras, plantações

  • Compra de insumos (sementes, fertilizantes)

  • Armazenamento

  • Estocagem

  • Comercialização do produto

  • Compra do imóvel rural e benfeitorias

  • Etc

Em resumo, as linhas de crédito podem ser tão variadas quanto a necessidade momentânea da empresa. Costumam ser divididas em três grupos principais: custeio de produção, comercialização e investimentos.  Também existe para a industrialização, que soma valor agregado ao produto, e que exige outros processos adicionais.

Qual É a Taxa de Juros do Crédito Rural?

A taxa de juros do crédito rural, como em todo outro tipo de solução financeira, vai depender basicamente de dois fatores: da instituição que oferece e do relacionamento do cliente com essa instituição. Também depende do público-alvo e não unicamente do cliente particular. Por exemplo, para os produtores familiares e para os pequenos, as taxas de juros costumam ser mais baixas, especialmente se o empréstimo é de um programa implementado pelo governo.

Neste sentido, o BNDES oferece, de forma direta e por meio dos bancos, empréstimos rurais com taxas de juros bem baixas, que ficam por baixo dos dois dígitos ao ano. O objetivo é que além de ajudar no ciclo produtivo, o cliente possa pagar as parcelas com total facilidade e comodidade. Além da taxa de juros, será preciso conferir o valor total efetivo, o CET, que é o que contém as taxas de juros mais as outras cobranças efetuadas no empréstimo.

Qual É a Taxa de Juros?

Você pode encontrar muitas linhas de crédito com taxas de juros baixas. Costuma ser bem mais fácil achar juro competitivos em empréstimos destinados à produção agropecuária do que em empréstimos pessoais, por exemplo. Veja abaixo algumas das linhas de empréstimo que contam com os juros mais baixos:

- Pronamp. Linha de crédito destinada a investimento fixo lançada pelo BNDES para o produtor médio

- Sicoob Custeio Agrícola. Providenciada por essa cooperativa conhecida em todo o país, com facilidade nas taxas

- Crédito Custeio Agrícola Banco do Brasil. Com boas taxas de juros e facilidade na contratação para clientes do BB.

- Pronaf. Política também implementada pelo BNDES, feito para agricultores familiares que sejam produtores informais ou de pequeno porte

- Funcafé. O funcafé, oferecido em diferentes instituições como o BB, Sicoob, entre outros, tem como objetivo alavancar a produção do café.

- Agronegócio Banco do Nordeste. O Banco do Nordeste conta com essa e outras linhas de crédito para os clientes, com condições diferenciadas.

Confira Sempre as Últimas Notícias

Além do assessoramento para a tomada de empréstimo certo, também é recomendável ficar sempre atento para as últimas notícias do campo. Não somente para saber qual instituição escolher, se lançar algum novo produto, mas também para ver se o Governo elabora algum novo programa e para saber sobre as taxas de juros mais baixas. A contratação de empréstimos no setor rural é muito dependente das mudanças no panorama econômico. Por exemplo, nos últimos tempos, com a baixa de juros no Funcafé e as do Pronamp, vários milhares de produtores contrataram mais créditos rurais.

Simule seu Crédito Rural

Sempre é bom utilizador um simulador online com o objetivo de verificar as condições finais de um empréstimo, para saber quanto você irá pagar, de acordo com os resultados esperados para seu negócio. Para conferir rapidamente, daremos um breve exemplo de simulação de um produtor que contrata uma linha do Pronamp para modernizar e reformar algumas de suas instalações. O valor total do empréstimo será de R$ 10.000. Ele escolhe financiar até 90% do total, em um prazo de 66 meses, com um período de carência de 6 meses, pois espera obter melhores resultados nesse período. As condições dessa contratação ficarão assim:

- o valor financiado será de R$ 9000

- o pagamento da primeira prestação será de R$ 1209

- o pagamento da primeira prestação no período de carência será de R$ 309.

- neste suposto, a taxa de juros final seria de 7% ao ano.

Para esta linha de crédito, calculada diretamente do BNDES, os empréstimos podem sofrer poucas alterações nos juros de acordo com cada cliente.

Dá Para Fazer Empréstimo Rural Online?

A tecnologia permite a contratação de um empréstimo rural cada vez mais rápido, independendo de qual for e do tipo de produtor no qual você se enquadrar. Hoje em dia, dá para fazer a contratação de seu empréstimo online, apenas clicando na opção correspondente no aplicativo de seu celular. Quando você envia os primeiros dados, eles são encaminhados para uma breve análise e simulação. E depois, já ficam prontos para o contrato.

Por exemplo, com os aplicativos de bancos como o Bradesco ou o Banco do Brasil, você pode clicar na opção correspondente, sem precisar sequer entrar com número de usuário e senha. Já se for online no site do banco, o sistema vai requerer esses dados para você entrar. Você faz também o envio da documentação que for necessário para ser analisada, e que tem a ver com você como pessoa física ou jurídica (com ou sem CNPJ) e também com o seu empreendimento rural.

Como Fazer Crédito Rural Fácil

Um crédito rural fácil, como antecipamos no começo, tem a ver especialmente com o relacionamento que você tiver com o banco. Se você possuir conta corrente em um banco e tiver um histórico bom, comprovável, com Score alto, a contratação ficará bem mais fácil. A instituição já conhece parte de seu perfil. E ainda solicitará, é claro, outros documentos sobre que você propõe para o projeto rural. Geralmente, o cliente tem que ir e consultar com o gerente do banco para saber qual é o Score e assim obter alguma resposta.

Quais São os Documentos Necessários Para Contratar?

A quantidade de documentos que o banco ou a entidade pode pedir para liberar o crédito depende da linha de crédito que for solicitada e também do tipo de produtor (se é proprietário, arrendatário, produtor familiar, etc). Segue abaixo uma lista de documentos que costuma ser solicitada em vários casos de pedido de crédito rural:

  • Documentos pessoais (CPF e RG)

  • Matrícula CEI de Produtor Rural

  • Certidão negativa de débitos no CPF

  • Certidão negativa de impostos da Propriedade Rural (ITR)

  • Certificado de Cadastro de Imóvel Rural - CCIR

  • Contrato de arrendamento

  • Imposto de renda

  • Carta de anuência

Ao ter todos os documentos solicitados em dia, o banco ou cooperativa prossegue com a liberação. A análise completa dos documentos, que serve para estabelecer o melhor produto, com um limite de crédito, demora alguns dias em ser feita, até a aprovação do crédito da linha de crédito. Adicionalmente, muitas vezes o banco pode pedir um projeto feito por você, no qual deverá detalhar o que se propõe com o seu empréstimo. Isto é, quais são as previsões de receita, o que pretende obter com o dinheiro concedido.

Valor Econômico do Crédito

Ponderar o valor econômico de um produto final é bem importante para considerar a tomada de empréstimo. Aliás, isso servirá para elaborar o projeto que os bancos muitas vezes exigem ao tomador do empréstimo. É com base nesse resultado, nessa projeção de receita e de futuro crescimento, que o banco aprova a linha de crédito solicitada.

Se você vai pegar um crédito rural para custeio, por exemplo, deverá fazer um planejamento de qual será a receita obtida na colheita ou o que for o resultado final esperado. Com base nesse valor econômico e também no prazo, o banco irá definir o limite de empréstimo para você, bem como taxas de juros.

Crédito para Compra de Veículos

Uma das linhas de crédito rural tem a ver com a compra de veículos. Para ajudar no plantio, lavouras, colheitas, é indispensável contar com máquinas que prestem. Tratores e outros tipos de veículos são incluídos em soluções financeiras específicas. O procedimento será o mesmo: a análise completa do perfil do cliente, para verificar a capacidade de pagamento, de acordo com o custo do veículo que se deseja financiar, e a partir daí o estabelecimento de certas taxas de juros.

Empréstimo Trabalhador Rural

O trabalhador rural, como agente principal da produção agropecuária, é o foco das políticas de crédito; daí, todas as facilidades que as instituições procuram dar. E não é em vão que os produtos desenvolvidos visem a um certo tipo de público. Não apenas quanto ao tipo de produção, mas também no que diz respeito ao tamanho da mesma. Por isso, costumam ser divididas em limites de faturamento anual. Os empréstimos que se oferecem para uma pequena empresa, não terão as mesmas características que para um agronegócio de porte médio.

O Que São os Recursos Controlados?

Outra questão tem a ver com a distinção dos recursos não controlados e os controlados. Isso tem a ver com a fixação ou não das condições a partir das fontes onde esses recursos provêm Se forem recursos controlados, significa que as taxas de juros, entre outras condições, já são determinadas pelos programas do Governo Federal. Isso significa que você não pode negociar as taxas de juros. Se um banco, por exemplo, oferecer taxas de 7,5% ao ano, não dá para serem rebaixadas. É o que acontece muito com as linhas de crédito rural do Banco do Brasil, que até pouco tempo era uma das entidades privilegiadas ao oferecer esses empréstimos.

Dá Para Fazer Empréstimo Para Comprar Imóvel Rural?

Dentre as necessidades que os produtores têm, também há de se levar em conta o próprio local, a propriedade. Muitos pequenos produtores são arrendatários, não têm a propriedade da terra para a qual trabalham. Para adquirir um imóvel rural, há uma opção, fornecida pelo Banco do Brasil: o Crédito Fundiário. Para ter acesso ao Crédito Fundiário, haverá requisitos, como ter a renda proveniente de atividade agrícola, e não possuir terras próprias. Tem as seguintes vantagens:

  • Aquisição de imóveis rurais para produtores morarem

  • Aquisição de benfeitorias

  • Taxas de juros diferenciadas

  • Despesas calculadas e controladas com georreferenciamento

Recursos Livres: Entenda o Que É

Diferente dos recursos obrigatórios, que são os provenientes dos depósitos à vista, há os recursos livres. São todos aqueles recursos que o banco utiliza e que não foram gerados em depósitos nem em cadernetas de poupança. Nos empréstimos com recursos livres, o banco tem a possibilidade de definir uma taxa de juros em uma negociação com o tomador. Isso pode ser vantajoso do ponto de vista do cliente, desde que ele tenha um bom relacionamento com a entidade onde solicitar o crédito.

O Que É o Investimento Rural?

O conceito de investimento no crédito rural está relacionado com tudo o que o produtor rural possa utilizar para mais de um ciclo produtivo. Isto é, um elemento que seja útil não apenas para algumas etapas do processo produtivo, mas que seja durável até os vários ciclos produtivos mais. Nisso, se diferenciam das linhas de custeio. Os exemplos mais típicos de investimento dentro das linhas de crédito rural são os seguintes:

  • Tratores

  • Máquinas

  • Construções diversas, estabelecimentos

  • Instalações

É pela própria natureza dos investimentos que o prazo vai ser mais longo do que em outros tipos de crédito. Isso porque o retorno, o resultado do investimento não é tão imediatamente visível, é mais a longo prazo.

Créditos Rurais para Comercialização

Uma vez acabado o ciclo e obtido o produto, é hora de comercializar o produto no mercado. Esse é o objetivo do crédito rural para comercialização: facilitar ao produtor ou às cooperativas a colocação da produção no mercado. Algumas das linhas de crédito que os bancos e cooperativas podem incluir são as seguintes:

  • Estocagem de produtos agropecuários

  • Descontos de duplicatas, para vendas a prazo

  • Nota Promissória Rural, para as compras a prazo também

  • Proteção e Garantia de preços ao produtor

Alguns Créditos Rurais Para o Agronegócio

Hoje em dia, são muitos os empréstimos envolvidos no mundo do agronegócio. Para você conferir alguns dos mais vantajosos e que podem ser contratados facilmente pelos clientes desses bancos, seguem abaixo algumas linhas, das mais variadas:

  • Banco do Brasil Comercialização – Garantia de Preços Produtor. Para financiar a compra de produtos agropecuários diretamente elaborados pelos produtores

  • Investe Agro Banco do Brasil. Compra de bens e serviços associados à atividade

  • Caixa Custeio Fácil. Permite realizar atividades de custeio pelo valor de até R$ 500 mil.

  • Custeio Pronamp Caixa. Para produtores médios, com recursos obrigatórios de até R$ 1,5 milhão

Quais São os Créditos para Agricultura Familiar?

Para os negócios rurais de agricultura familiar, há créditos feitos por programas específicos, atentando para as características deste tipo de público. O Pronaf, que é o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, tem como objetivo fornecer créditos para fomentar a implantação e modernização da estrutura de produção daquelas produções de tipo familiar. Isto é, são diferentes daquelas que contratam mão-de-obra de fora ou em grande escala. O Pronaf visa a atingir uma série de públicos diferenciada:

  • Agroindústria

  • Mulher

  • Jovem

  • Agroecologia

  • Mais Alimentos

  • Microcrédito

  • Cotas-partes

É um programa do Governo lançado pelo Banco nacional de Desenvolvimento, em parceria com instituições como o Banco do Brasil e cooperativas como o Sicoob ou o Sicredi.

Como Fazer para Quem Tem Dívida Ativa da União

Se em razão de algum crédito solicitado não pago você está na lista de pessoas da Dívida Ativa da União, há muitas chances de paga-la. Para quem contraiu a dívida por ter tomado um crédito rural, a opção é regularizar a situação com importantes descontos se for quitada dentro dos prazos previstos para cada ano.

O procedimento é bem simples, sem ter que sair de casa. Você deve entrar na plataforma digital da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e ir para a opção indicada como Regularize. Ali, é só proceder para a opção Adesão a Parcelamento. O cálculo do desconto será calculado de forma automática, levando em conta o montante da dívida.

Crédito Rural para Custeio

O custeio agropecuário é uma das partes fundamentais do agronegócio. Tanto é assim que boa parte dos créditos solicitados são para custeio. Fundamentalmente, pode ser de tipo agrícola ou pecuário. Como exemplos de custeio agrícola e pecuário, estas são algumas das coisas que você poderá contratar:

  • Despesa para plantio, lavouras, colheitas, tratamentos

  • Aquisição de insumos para agricultura

  • Aquisição de silos

  • Aquisição de animais

  • Aquisição de insumos para os diferentes tipos de gago

  • Insumos para readaptação de solos e áreas

Como É o Plano Safra



Simulação dos 10 Melhores Emprestimos Pessoais Online



Com o fim de alavancar a produção nos agronegócios, o Governo lança anualmente o Plano Safra, que é um conjunto de créditos para produtores de todos os tipos, que englobam todos os programas mencionados que contam com recursos públicos. É elaborado com base nos estudos sobre o setor agropecuário do país, procurando as políticas de incentivo à produção necessárias, que facilitem o acesso ao crédito, especialmente dos grupos de menor porte. Além de créditos para as diferentes áreas da cadeia produtiva, também conta com produtos de seguros para agricultores.

O que é o Microcrédito Rural?

Dentro dos públicos-alvo, há sempre um destaque para os segmentos de menor porte, como o microempreendedor individual, ou os trabalhadores de agricultura familiar. Acontece que esses setores costumam ser os que mais dificuldades tem para se tornarem competitivos e contam com uma série de necessidades diferentes que outros grupos não tem. O Microcrédito Rural do Pronaf tem como objetivo melhorar as condições básicas de vida de setores rurais mais vulneráveis. Faz parte do combate à fome, além de contar com créditos mais econômicos. Tem as seguintes características:

  • Destinado especialmente a agricultores familiares mais pobres

  • Para produtores de diversas atividades (agricultoras, extrativistas, pescadoras, etc)

  • Com renda familiar anual de até R$ 20 mil

  • Com recursos federais e estaduais (de regiões)

  • Tem prazo de reembolso de até dois anos

  • Os juros são mínimos, quase imperceptíveis

Crédito Rural e Capital de Giro

O capital de giro são aqueles recursos que uma instituição libera para ajudar o cliente com as despesas de seu negócio, para ele contar sempre com o dinheiro para pagar suas contas, sem interromper nunca o fluxo de caixa. Para os agronegócios, o conceito é o mesmo. São recursos liberados de forma complementar ao crédito rural. Um dos mais conhecidos é o do BB, o Agronegócio Giro, que permite o depósito na conta do cliente para compra de bens ou para pagar despesas.

O capital de giro, portanto, não seriam os recursos liberados para investimentos tais como veículos ou infraestruturas. Ou seja, todos aqueles bens duráveis que farão parte de mais de um ciclo produtivo dentro da atividade principal. O investimento fixo ou em máquinas, por sua natureza, tem outras características, como um prazo mais longo devido ao retorno acontecer em um maior período de tempo.

É Possível Fazer Crédito Rural com Hipoteca?

No crédito rural, excetuando linhas como as do Pronaf, é comum a exigência de garantias. Isso serve não apenas para o banco liberar os recursos o mais rápido possível, mas também para oferecer juros menores. Uma das garantias pode ser um imóvel. A Caixa, por exemplo, é um dos bancos que aceita imóveis como garantia de um empréstimo rural, com hipoteca comum ou cedular.

O tipo de garantia fica sujeito ao tipo de empréstimo que você solicitar. Se for de maior ou menor montante, com qual prazo de retorno previsto, entre outras coisas. Outros tipos de garantia que o banco pode chegar a solicitar são avalistas ou fiadores, penhor (comum na Caixa), garantia com alienação fiduciária e cessão de direitos creditórios.

Crédito Rural em São Paulo

Existem muitas formas para pedir crédito rural no Estado mais importante do Brasil. Pensando especialmente nas necessidades de cada produtor paulista, os bancos desenvolvem produtos de qualidade e práticos para os produtores. Existem também cooperativas como o Sicoob SP, surgido para prestar especial atenção ao que acontece no mundo rural de do estado, e poder assim tirar o máximo proveito em créditos que dinamizam a economia. Vamos conferir abaixo algumas linhas de crédito do Sicoob São Paulo:

Funcafé. Crédito para que o produtor do café faça o que quiser nas diferentes etapas da colheita

Dir Ro. É um crédito muito integral, uma vez que favorece não apenas o custeio, mas também fomenta o uso de técnicas de produção mais eficientes e sustentáveis. Visa também à melhora na qualidade de vida do produtor

Pronamp. É para estabelecimentos de médio porte, no que diz respeito a custeio e investimentos, de tipo pecuário ou agrícola.

Procapcred. É uma linha do BNDES que tem como objetivo financiar as cotas do capital das cooperativas produtivas do Estado de São Paulo. O valor que o cooperado investe tem retorno no futuro.

Pronaf Investimentos. Elaborado também pelo BNDES, esse crédito tem como foco especial os produtores familiares. É para investir em atividades agropecuárias e também em não agropecuárias, como por exemplo, o turismo rural.

Pronaf Mais Alimentos. Tem como objetivo também os grupos familiares, e estimula o produtor e sua família a investir na produção de alimentos como arroz, café, trigo, mandioca, e muitos outros, de acordo com o que for melhor produzir na área.

Finame Agrícola Padrão. Exclusivo para comprar equipamentos e máquinas novas, que estejam credenciados pelo BNDES.

Crédito Rural FCO

O FCO é uma série de produtos oferecidos para financiar produções e estabelecimentos rurais na região Centro-Oeste do país. Atualmente o produto é oferecido por algumas instituições. O Banco do Brasil e o Sicoob são dois dos principais fornecedores desses produtos. O intuito dos créditos do FCO é estimular o uso de novas tecnologias e aumentar as possibilidades de emprego, expandindo os agronegócios pela região. Além de favorecer o aumento das atividades de produtores e cooperativas, o FCO tem outros escopos, como o incentivo de projetos sustentáveis com o ambiente e a preservação do mesmo. Em linhas gerais, o Crédito Rural FCO tem as seguintes características:

  • Utilização do crédito para amplas atividades da cadeia de produção

  • Pode ser usada por produtores de qualquer porte da região Centro Oeste

  • A taxa de juros é muito baixa, como incentivo especial para a aquisição do crédito

  • O prazo de pagamento pode ser de até 15 anos, a depender do financiamento

  • O período de carência pode chegar a 4 anos em algumas linhas de crédito

  • Seguro obrigatório incorporado nos créditos

  • O pagamento pode ser mensal, bimensal ou semestral

Contrato de Crédito Rural Fixo

Em toda contratação de crédito rural, o cliente recebe o Contrato de Crédito Rural Fixo, o qual contém todos os detalhes do produto proporcionado pelo banco. Tem toda uma série de cláusulas referidas às obrigações e direitos que o cliente terá para com o banco. Aparece detalhado todo o montante emprestado, os encargos cobrados (quanto e de que modo incidirão e deverão ser pagos), bem como as consequências sobre possíveis inadimplências. Tudo isso fica a critério da própria entidade bancária.

Crédito Rural Promovido pela Fenabram

A Febraban, que é a Federação Brasileira de Bancos, tem como objetivo representar os bancos e também zelar pelos interesses dos clientes, que são quem devem avaliar as soluções financeiras oferecidos. No tocante a crédito rural, tem encontrado que o crédito rural é altamente concentrado no Brasil. Por isso mesmo, a prioridade dos programas deve ser diversificar os produtos para que os bancos possa oferecer soluções sob medida, e atendam às necessidades dos grupos menores.

Ao mesmo tempo, a Febraban tem destacado que iniciativas como a implementação de georreferenciamento, de sensoriamento remoto dos terrenos para créditos rurais, tem possibilitado uma melhor organização e também mais rapidez para a liberação dos recursos. Permite monitorar e seguir as áreas produtivas tendo os dados em uma base atualizada.

O Que É o Crédito Rural Jovem?

Um dos tipos de empréstimo feitos especialmente para uma categoria de produtor rural é o crédito rural jovem. O objetivo principal é atingir o segmento de produtores rurais mais jovens, para que tenham sua atividade facilitada e impulsionada. Possui alguns requerimentos para ter acesso a ele e uma longa lista de vantagens. O financiamento, que faz parte do Pronaf, tem as seguintes características:

  • Empréstimos para pessoas entre 16 e 29 anos

  • Que estejam finalizando ou mesmo já concluído cursos em escolas técnicas agrícola ou,

  • Que estejam finalizando ou mesmo já concluído cursos em centros familiares rurais de formação

  • O financiamento pode ser dado de forma individual ou grupal, para grupos de produtores com igual finalidade

  • Taxa de juros anual mínima, comparável a taxas mensais de empréstimos

  • O BNDES aporte 100% dos recursos

  • Prazo de até 10 anos

  • Período de carência de até 3 anos para começar a pagar com tranquilidade

  • A garantia pode ser um bem, a própria produção, terreno, etc. e é acordada entre financeira e beneficiária.

Como Fazer um Financiamento Rural para Aquisição de Terras

Muitas vezes, o produtor trabalha mas não tem sua terra própria. Ter a propriedade pode significar uma grande independência e alavancagem, especialmente para os produtores de menor porte. O Ministério de Desenvolvimento Agrário lança o Programa Nacional de Crédito Fundiário que tem como objetivo tudo o que tenha a ver com a propriedade rural: compra do terreno, construção do imóvel, reformas, etc. A Caixa oferece este produto que conta com características particulares para seu beneficiários.

Os requisitos do programa são bem estritos, uma vez que tende a favorecer a um certo grupo de produtores. Os solicitantes não podem ser proprietários de outras terras, e têm que trabalhar em alguma atividade rural. Além do mais, não podem ter outros empregos como por exemplo, ser servidor público.

Crédito Rural para Médio Produtor

O produtor médio pode encontrar diversas soluções financeiras no mercado de crédito rural brasileiro, uma vez que constituem uma parte importante de todo o agronegócio e da receita gerada no setor rural. A classificação do produtor médio pode variar de uma instituição para outra, mas pode ser estabelecida da seguinte forma: produtores com renda bruta anual de R$ 360.000 a R$ 1,8 milhão aproximadamente. Já o Banco do Brasil considera faturamento de até R$ 2 milhões para enquadrar os produtores médios.

Sendo incentivados pelo governo, a maioria dos planos podem ser oferecidos de forma bem vantajosa, principalmente com juros muito baixos. Os objetivos do empréstimo para produtor rural são tão variados quanto estabelecimentos produtivos existem no Brasil. Atividades de plantação, tudo o relacionado com o custeio, podem ser financiadas, bem como os investimentos fixos, considerando o tamanho que um produtor de porte médio vai precisar.

Moderfrota: Crédito Rural para Veículos

O Moderfrota é a linha de financiamento especial para aquisição de veículos. Você como produtor rural, poderá comprar tratores e outras máquinas como: colheitadeiras, semeadoras, plantadeiras, entre outras. Também incluem-se as máquinas e equipamentos especiais para a produção cafeeira. De acordo com o informado pelo BNDES, o crédito tem as seguintes características:

  • É destinado a produtores com qualquer nível de faturamento

  • As taxas são menores para clientes com faturamento inferior a R$ 90 milhões

  • Os prazos são longos, com até 7 anos para máquinas novas

  • O valor do financiamento não tem teto

  • A garantia é negociada livremente pela instituição credora

Crédito Rural para Plantação de Milho

São diversos os programas e bancos que oferecem linhas de empréstimo para uma das plantações principais do Brasil, o milho. Sendo o terceiro país em produção de milho, as linhas de crédito podem ser contratadas para qualquer etapa de sua cadeia produtiva. O Pronamp, dentro de sua linha de custeio, vai financiar o sistema de cultivo, sementes, manejo da lavoura, colheita, entre outras. Além do mais, sempre existe o incentivo para você melhorar suas técnicas de cultivo e safra, para otimizar os resultados

Como Funciona o Crédito Rural para Compra de Gado?

O Custeio Pecuário é a linha de crédito que as instituições financeiras disponibilizam para a compra de gado. Seja gado bovino, suíno, caprino, equino ou outros. Vejamos quais são os objetivos e condições de um dos bancos que oferecem o Custeio Pecuário para compra de gado, o Banco Santander:

  • Para produtores rurais pessoas físicas (informais) ou jurídicas (formais)

  • Financiamento para cria e recria de gado: alimento, vacina, engorda, etc.

  • Pagamento em até 24 meses

  • Taxas de juros diferenciadas para produtores com renda de até 1,76 milhão por ano

  • Mínimo de R$ 30 mil de recursos livres do banco

  • Recursos obrigatórios: até R$ milhões por ano

Para os produtores médios, o Pronamp tem o plano de taxas de juros menores. Para isso, devem ter um faturamento que não ultrapasse os R$ 1,76 milhão. Além do Santander, muitos outros bancos, como a Caixa, Banco do Brasil, oferecem bons custeios pecuários.

Empréstimos Rurais Oferecidos pelo Banco Itaú

O maior banco do Brasil, oferece para produtores rurais de diversos tamanhos, agroindústrias e cooperativas, as seguintes linhas de crédito rural:

  • Financiamento para Garantia de Preço ao Produtor. Para aquisição de produtos diretamente do produtor com preços fixados pelo governo.

  • Financiamento Especial para Estocagem. Para estocar produtos agropecuários a serem comercializados

  • Adiantamento a Cooperados. Para os cooperados receberem antecipadamente os pagamentos por comercialização

  • Fornecimento. Permite adquirir bens e insumos para serem revendidos aos cooperados

  • Industrialização. Despesas no processo de beneficiamento ou industrialização

  • Custeio Agrícola. Financia partes do ciclo produtivo de lavouras

  • Custeio Pecuário. Compra de gado, máquinas, manutenção.

  • Custeio Pecuário em Parceria. Despesas de custeio pecuário para produções em regime de parceria

  • Custeio ou Industrialização de Pescado. Para captura, cultivo, beneficiamento e industrialização.

  • Investimento Agrícola ou Pecuário. Financiamento de despesas e bens e serviços de atividades agrícolas ou pecuárias.

  • Desconto de Nota Promissória Rural. Para compradores de produtos

  • Rural com Interveniência. Financia produtores ou cooperativas indicadas pela empresa

Financiamento de Sítio Rural

Os financiamentos de sítios estão todos ligados à possiblidade de o local ser usado ou fazer parte do processo produtivo. A linha de crédito é o Crédito Fundiário do Banco do Brasil. Com ela, você não vai poder financiar um sítio unicamente para lazer, por exemplo. Ele deverá ser usado, de forma comprovada, para as atividades agropecuárias diretamente, ou de forma direta, para outras atividades afins, como por exemplo, o turismo rural.

Cooperativa de Crédito Rural 

As cooperativas de crédito têm como propósito ajudar os produtores rurais do Brasil, aproximando produtos mais fáceis e divididos conforme o setor de atividade agrícola ou pecuária. Cooperativas como o Sicoob estão espalhadas pelo país, e estão dispostas a auxiliar produtores de todos os tipos. Os recursos são incentivados também pelo governo, o que garantirá taxas de juros melhores. Bastará apenas ser produtor rural.

Como já foi comentado antes, um dos alvos principais das linhas de crédito das cooperativas são os pequenos produtores ou produtores familiares, cuja produção é importante para todo o Brasil. O Sicoob atua fortemente com os créditos Pronaf, que são especiais para os que possuem um faturamento anual limitado. As taxas de juros e os prazos variam de acordo com o tipo de produção. Assim, para os custeios têm prazos variáveis para os tipos de cultura. No custeio pecuário, o prazo é de 1 ano. Já em investimento pecuário, o prazo será de 2 anos.

Cred Canoinhas Cooperativa de Crédito Rural

Uma das tantas cooperativas de crédito existentes na região Sul do país, é a Cooperativa de Crédito Rural Cred Canoinhas. É uma associação de produtores, sejam pessoas físicas, jurídicas ou cooperativas de produtores, sem fins lucrativos, que garantem facilidade no acesso ao crédito rural na cidade de Canoinhas, no Estado de Santa Catarina e regiões próximas. O endereço da cooperativa em Canoinhas é Rua Vidal Ramos, 915, no Centro. O telefone para atendimento é (47) 3622-3745.

Cooperativa de Crédito Rural de Primavera do Leste

A Primacredi é uma cooperativa de crédito rural para produtores que trabalham na região de Primavera do Leste, no Mato Grosso. O propósito é o desenvolvimento da produção rural na região, incluindo um maior número de trabalhadores rurais que precisem de um crédito descomplicado e que permita pagar de maneira cômoda, quando suas produções deem frutos. Em Primavera do Leste, o endereço da cooperativa é Rua Blumenau, 325. Tem também lojas em Poxoréu e Gaúcha do Norte.

Cooperativa de Crédito Rural de Mandaguari

Outra cooperativa de crédito que tem como objetivo atender às necessidades de produtores de uma determinada região, é a de Mandaguari. Neste caso, para trabalhadores rurais, como pessoas particulares, empresas ou cooperativas nas redondezas de Marialva, no Paraná. O endereço da cooperativa na cidade é Av. Cristóvão Colombo, 1346. Além de poder contratar produtos baratos, o produtor poderá sanar dúvidas e obter o assessoramento que precisa sobre o que será melhor para sua atividade, com juros e prazos que o beneficiem.

O Que É

Empréstimos para Atividades Rurais

Como Funciona

Definir para que vai ser utilizado o crédito

Solicitar no banco

Levar em Conta

Ver em qual porte encaixa a produção

Pesquisar juros

O empréstimo rural, portanto, abrange um mundo amplo de possibilidades. Ao ser um fenômeno grande e complexo, o agronegócio exige produtos diferenciados de acordo com o segmento de atividade e o tamanho do estabelecimento. Considerar o faturamento anual, a necessidade principal do produtor e a área onde ele desempenha a atividade, é fundamental.

Vídeo Empréstimo

Deixe sua pergunta ou comentario

Mapa

Perguntas e Respostas

Posso dar minha própria produção como garantia?
Em muitas linhas de crédito você dá como garantia o resultado da produção
Quero um imóvel, como faço?
Comprovar a finalidade de sua atividade produtiva é o principal. E também se enquadrar no grupo de agricultor familiar
O imóvel tem que ser só para produzir?
Sim, os imóveis são exclusivamente para a produção agrícola ou pecuária

Deixe sua tu avaliação sobre Conheça os 10 Melhores Empréstimos Rurais e Como Funcionam

(4,33) / 3 Avaliações

Avaliação: 5
Comentário: Gostei, bons detalhes
Avaliação: 4
Comentário: Bem detalhada a explicação
Avaliação: 4
Comentário: O crédito rural é fácil de conseguir

Simulação dos 10 Melhores Emprestimos Pessoais Online