Cote e Compare os melhores Seguros de Carro

Poupe até 40% no seu seguro automóvel!

Como Faço a Transferência de Veículo no Paraná?

   A transferência de veículo deve ser feita sempre que houver alguma modificação. Seja por mudança de domicílio do proprietário ou por repasse do veículo de uma pessoa a outra, é obrigatório. Por isso, daremos algumas dicas para fazer a correta transferência do seu automóvel no Paraná, sobre o preço, os prazos, e algumas outras questões que podem tornar o procedimento um pouco mais fácil e ágil. Em qualquer caso, você deve saber que se não cumprir com as condições exigidas, pode se arriscar a pagar uma multa, pois será considerada falta grave. Além do mais, pode haver punições que incidirão diretamente sobre sua Carteira Nacional de Habilitação.

Como Funciona a Transferência de Veículos

   O Código de Trânsito Brasileiro é o responsável pela transferência, e os trâmites devem ser feitos na DETRAN, entregando aí todos os documentos que forem solicitados. Para que o procedimento seja realizado, você deverá pagar uma taxa e assinar alguns documentos. Se a transferência decorrer da compra de um veículo usado, você e o comprador devem assinar conjuntamente os documentos, que serão autenticados no cartório.

Há um Prazo para Realizar a Transferência de Veículos?

   Sim, existe um tempo que está estabelecido na lei para fazer a transferência. Você terá um limite máximo de até 30 dias para informar a transferência na DETRAN. Caso não o faça dentro desse limite, poderá ser multado por até R$ 195. Além do mais, como já foi mencionado, você pode sofrer consequências com desconto de pontos na sua Carteira de Habilitação. O prazo é válido para quem a transferência por compra de carro (transferência de proprietário) e para a transferência de domicílio.

Quanto É a Taxa de Transferência de Seguros no Paraná?

   Para você fazer a transferência do veículo de uma pessoa a outra, a taxa será de R$ 125 no estado do Paraná. A taxa é diferente de um estado para outro, inclusive em alguns estados, haverá taxas diferentes para carros com licenciamento ou sem, e também diferença no valor cobrado para carros mais antigos. Se você já tem um carro e quer mudar o domicílio, também tem que pagar a mesma taxa.

   O licenciamento e a vistoria são outras das cobranças que você deve levar em conta. Para saber o valor do seguro, você pode cotar online

Quem Tem que Pagar a Taxa?

   No caso de compra de um veículo usado, quem tem que pagar as despesas da transferência é o comprador. Cabe a ele a responsabilidade do pagamento da taxa. E, se houver, também da multa pelo atraso. Na transferência, quem recebe passa a ser o novo proprietário, e portanto contrai todas as responsabilidades sobre o veículo. É bom lembrar também que no caso de multa, será o novo comprador quem se responsabilizará por paga-la.  

Como Fazer a Transferência de Veículos no Paraná

   Para fazer a transferência, você terá que informar à DETRAN o procedimento em um prazo máximo de 30 dias. Primeiro, se você é o comprador deve ir até um cartório junto com o vendedor, para assinarem a transferência. Daí o pessoal competente comprova as assinaturas e lhe entrega uma cópia autenticada. Você leva essa cópia até a DETRAN e marca uma vistoria para o carro.

A Vistoria É Necessária?

   Sim, a vistoria é necessária a partir de 2014 em todos os casos. Antes dessa data, se você transferia um veículo no mesmo estado, não precisava passar pela vistoria. Mas hoje em dia é obrigatória. Lembre-se que a vistoria é a que determina que todos os papéis do veículo estão em ordem. Além do mais, a vistoria dá uma revisão geral ao carro, comprovando que faróis, lanternas e freios funcionem. Também confere que os vidros do veículo não estejam danificados.

O Carro Tem que Estar Quitado para Fazer a Transferência?

   O veículo não precisa estar quitado para fazer a transferência de um dono a outro. Será necessário simplesmente fazer a respectiva ressalva na autorização da transferência da propriedade. O veículo poderá ser transferido mesmo se estiver sendo financiado ou se estiver com dívidas de impostos. No primeiro caso, para carros que ainda não tenham sido totalmente quitados das parcelas de pagamento, no CRV deve se indicar que ainda estão alienados. Essa observação é feita no DETRAN. Se o carro também tiver uma dívida, ela deve igualmente constar no documento do comprador. O automóvel poderá ser transferido se estiver sob financiamento ou no modalidade de leasing.



Cote e Compare os melhores Seguros de Carro



   No outro caso, se o carro tiver algum outro tipo de encargo ou ônus, como taxas ou multas, será exigido a quitação das mesmas antes de transferir. Quando o procedimento de troca de propriedade começar a ser efetuado, os débitos do veículo serão pesquisados. Até não serem pagos, o veículo não poderá ser transferido.

Que Documentos Serão Exigidos para Transferir a Propriedade de um Carro no Paraná

   Para fazer a transferência, será necessário contar com o RG, CPF, CNH e comprovante de residência dos proprietários. Sobre o veículo, será solicitado o CRV e laudo de vistoria. Em outros casos especiais, podem ser exigidos documentos adicionais. No caso de transferência de bem de uma pessoa já falecida a outra, deverá ser apresentado também a cópia autenticada do Formal de Partilha ou um Alvará judicial.

Dá para Fazer a Transferência Online

   Atualmente o processo de transferência é bem mais simples, pois você pode fazer tudo online. No site do DETRAN, você pode baixar os documentos necessários, que são os mesmos que se exigem pessoalmente mas em sua versão digital. O primeiro é o CRVe, isto é, o Certificado de Registro de Veículo Eletrônico e o outro, a Autorização Eletrônica para Transferência do Veículo (ATPVe). Você tem que ter usar um Certificado Digital ICP Brasil e entrar no site do DETRAN.

Transferência de Veículo no Paraná

O Que É

Comunicação ao DETRAN da alteração

Como Funciona

Dar aviso ao DETRAN da mudança de dono do carro

Dicas

Pagar dentro do prazo estabelecido

Fazer o processo online

Conclusão

   O procedimento de transferência de veículo é obrigatório sempre que houver uma mudança, seja de domicílio do dono, seja de proprietário. A transferência deve ser feito no prazo exigido pela lei e com a cobrança de uma taxa especial para cada estado. No Paraná, será uma taxa fixa de R$ 125. Você pode fazer tudo online mediante um Certificado Digital ICP Brasil.

Deixe sua pergunta ou comentario

Mapa

Perguntas e Respostas

Como faço esse certificado?
Se você é a pessoa que compra o veículo e a quem o mesmo irá ser transferido, deve obter o novo CRV em seu nome. Para isso, o primeiro a fazer será levar o veículo para fazer uma transferência, e ir assinar o CRV do carro em um cartório. A parte que deve ser assinada e autenticada no cartório é o verso, onde consta a transferência de veículo.
Porque aqui em Goioerê é 450 pra transferir?
Na verdade, o valor total para fazer a transferência da propriedade do veículo, segundo as informações atualizadas no site do DETRAN do Paraná, é de R$ 329,62: R$ 130 correspondem à transferência em si, R$ 129 para a emissão do novo Certificado de Registro do Veículo (CRV), R$ 49,56 para vistoria e R$ 20,12 para expediente.
A transferência de uma localidade para outra é igual?
Sim, ela é feita sob as mesmas regras.
Se o carro tem seguro, como faço?
O valor do seguro deve continuar sendo quitado pelo antigo proprietario.
A vistoria onde faz?
No DETRAN de seu Estado

Deixe sua tu avaliação sobre Como Faço a Transferência de Veículo no Paraná?

(4,50) / 4 Avaliações

Avaliação: 5
Comentário: Obrigado por toda a informação, bem detallhada
Avaliação: 4
Comentário: Achei um bom artigo
Avaliação: 4
Comentário: A epxlicação foi clara

Cote e Compare os melhores Seguros de Carro